Duas Coisas que não se Misturam: Pessoas Negativas e Sucesso em Vendas.

Em qualquer trabalho relacionado a vendas, você será obrigado a conviver com bastante rejeição e negativismo, então certamente você não quer (nem precisa) mais disso na sua vida. Entretanto, é muito comum cruzarmos com pessoas de atitude negativa - pessoas com as quais você trabalha ou convive.

É importante manter uma visão positiva ao lidar com essas pessoas. O especialista Tim Connor, presidente do Connor Resource Group, nos dá algumas dicas sobre como reconhecer, lidar e evitar que estas pessoas infetem sua motivação. "Não vai dar certo"


Mais cedo ou mais tarde, alguém vai tentar desencorajá-lo, dissuadi-lo ou mesmo sabotá-lo. Essa pessoa pode aparecer de muitas formas: esposo (a) , parentes, amigos, sogro (a), chefes, filhos, vizinhos, associados. Todos tivemos momentos nas nossas vidas onde algum tipo de abutre apareceu. E geralmente nos arrependemos de não termos reconhecido-os mais cedo. Pois assim poderíamos ter evitado muita preocupação e stress desnecessários, e acabaríamos por realizar mais.

Quem são essas pessoas do ''não vai dar''? Para Connor, elas podem ser facilmente reconhecidas. Raramente te encorajam, abraçam, dão suporte ou confiam/acreditam em você. Essas pessoas geralmente dizem: "Só estou sendo realista". Sua idéia de realismo é sempre uma desculpa para cair no negativismo. Ou podem dizer coisas do tipo: "Não quero que você se machuque, não quero que isto seja mais um desapontamento na sua vida".
O que fazer com essas pessoas? Desligue-as. Não dê nenhum espaço no seu cérebro para essas pessoas. Evite-as e não deixe que influenciem seus sonhos, desejos ou destino de vida. Essa s pessoas têm é que se preocupar com suas próprias vidas, não a sua. Elas não acreditam em potencial.

Pense na frase do grande tenista Arthur Ashe, já falecido: "A verdadeira grandeza é começar onde você está, usar o que você tem, e fazer o que você pode". Isso resume tudo. Veja que ele não disse nada do estilo:


"Vou tentar".
"Se tiver sorte, um dia eu..."
"Quando eu conhecer as pessoas certas..."
"Quando eu tiver dinheiro suficiente..."
"Se minha faculdade, se meus pais, se minha cor, idade, sexo..."
"É que eu sou muito novo/velho, alto/baixo, bonito/feio..."

As pessoas que se recusam a acreditar no seu próprio potencial com certeza afetarão o potencial que você tem - se você deixar.


Os sugadores de energia Você já notou que existem certas pessoas com as quais você consegue sentir seu nível de energia baixando? E já notou também que existem algumas pessoas que, ao conversar com elas, mesmo que por poucos instantes, você vai embora sentindo-se energizado, renovado e com uma visão mais positiva da vida?

Pense por alguns instantes nas pessoas com as quais você gosta de conviver. Se você é uma pessoa positiva, gosta de estar com pessoas positivas. Se é negativa, gosta de estar com pessoas negativas.

As pessoas podem nos energizar ou sugar porque:

1. Somos todos inconscientemente atraídos para alguns determinados tipos de pessoas, pois sentimo-nos mais confortáveis nesse ambiente.

2. As pessoas têm figuras mentais das características que gostam, procuram e concordam em outras pessoas. Quando as pessoas à sua volta não têm ou demonstram essas características, uma das reações é nossa diminuição de energia.

3. As pessoas têm química e eletricidade com alguns tipos de pessoas. Ao conviver com estas pessoas, elas vêem somente o que querem ver, falhando em observar conscientemente outras características, comportamentos ou atitudes que possam contradizer esse interesse emocional.

4. Cada um de nós é atraído para certos tipos corporais, formas do rosto, estilos de cabelo, cor dos olhos, gestos, etc. Quando encontramos um 'encaixe', sentimos de repente um aumento dos níveis energéticos.


O que fazer com sugadores de energia? Pense por alguns momentos em alguém que mata sua energia. Depois, pense em alguém que o energiza. Determine como você pode manter essa perda de energia ao mínimo, se for obrigado a conviver com essa pessoa (esposa/esposo, parente, chefe ou colega). O segredo é passar o máximo tempo possível com pessoas que fazem depósitos nas sua conta pessoal de energia, e não retiradas. Você já sabe quem essas pessoas são. É só prestar mais atenção no que você sente e porque sente-se assim quando está com essas pessoas.

Pessoas que invalidam
Essas estão em todos os lugares - em casa, na sala de aula, reuniões, no clube. Como você sabe se trabalha, vive ou convive com um 'invalidador'? Eles:


Puxam os outros para baixo.
Insultam pessoas em público.
Não respeitam as opiniões dos outros.
Não escutam.
Tentam controlar os outros.
São manipuladores emocionais.
Negam os sentimentos dos outros.
Interrompem freqüentemente.
Dizem coisas como "você deveria, nunca faça isso, sempre faça aquilo".
Só estão preocupados de verdade com eles mesmos.

Freqüentemente dizem coisas do estilo:

"Como você pode fazer isso comigo?"
"Veja o que você me fez fazer".
"É tudo culpa sua".
"Se você realmente me amasse, faria..."
"Porque você não pode ser quem nem o (a)___________?"
"Espero que você ...
O que fazer com o pessoal da invalidação? Aqui estão algumas dicas de Connor para lidar com os 'invalidadores' na sua vida:
1. Aceite esse tipo de comportamento, porque provavelmente nunca mudará.
2. Tente sair da situação.
3. Leia livros sobre como lidar com pessoas difíceis.
4. Use um sinal cada vez que a pessoa invalidá-lo. Por exemplo, sempre que ela interromper, dê-lhe um levíssimo tapa na testa.
5. Peça para alguém servir de juiz. Cada vez que a outra pessoa interromper, o juiz deve interceder.
6. Desenvolva regras para o relacionamento.
7. Você pode responder às afirmativas dessa pessoa com comentários do tipo: "Sinto muito que você sinta que eu deveria ter agido de outra forma. Pode não parecer aceitável para você agora, mas eu escolhi fazer assim".
8. Lembre-se: o segredo aqui é não levar para o lado pessoal as opiniões, avaliações, críticas e julgamentos da outra pessoa.

Lidar com pessoas negativas não é fácil, mas se você dedicar-se a não deixar que o afetem, você sempre conseguirá manter uma visão positiva da vida, mesmo que os comportamentos e atitudes à sua volta não sejam os melhores.

Para finalizar, se alguém à sua volta se encaixa numa dessas descrições, tire uma cópia da parte do texto que interessa, dê para a pessoa ler e diga: "Tenho um problema e gostaria que você me ajudasse a resolvê-lo. Li este texto e acho que ele resume bem alguns comportamentos seus em relação a mim. Você poderia dar uma olhada e depois falamos no assunto?".

Pelo menos vai alertar a pessoa, pois muitas vezes nem mesmo ela vê/aceita ess es comportamentos. E dar algo por escrito muitas vezes influencia mais do que apenas falar.


Fonte: Raúl Candeloro

Você se identificou?Comente neste blog!
Postar um comentário