Como se livrar de uma tarefa chata que você está adiando?

Todas as pessoas, por mais que gostem do seu trabalho, têm uma ou outra tarefa chata para realizar ao longo do dia. Em geral, o que acontece naturalmente é priorizarmos o interessante e deixarmos o chato para o final. Isso faz a coisa empacar, porque no fim do dia estamos cansados e então nada será feito realmente.
Meu novo livro, que será lançado neste semestre, estuda com profundidade essa ideia, e pude perceber que há quem realmente abuse da “autoprocrastinação”. Tem pessoas que chegam a adiar tarefas dezenas de vezes ao longo do ano, de acordo com uma pesquisa no sistema Neotriad.
Se você é mais uma dessas pessoas, não se culpe tanto assim, afinal, todo mundo procrastina, desde apertar o botão “soneca” do despertador até adiar tarefas chatas. Dá para vencer esse mal? Erradicar a procrastinação da vida é impossível, mas podemos criar “atalhos” ou “trapaças” para nosso cérebro ter mais vontade de trabalhar:
  1. Faça as coisas mais chatas em seu período de maior produtividade, mas sempre em pequenos intervalos que não ultrapassem 30 minutos. Se a tarefa durar, por exemplo, duas horas, realize-as em quatro períodos de meia hora ao longo do dia, ou distribua-a em diversos dias.
  2. Quando começar a tarefa e sentir preguiça, pense no pior e no melhor que pode acontecer se você fizer ou adiar a tarefa. Coloque bastante emoção e veja o resultado.
  3. Adicione fatores prazerosos durante ou depois da atividade, como uma boa música, um bombom de presente, um intervalo, etc.
  4. Se a tarefa exigir muitas decisões, faça um intervalo, alimente-se adequadamente (com cereais, frutas, etc.) e reinicie a atividade. Existe uma relação direta entre alimentação e capacidade de decisão, segundo recentes pesquisas.
Se nada disso ajudar, planeje a atividade para outro momento, de preferência mais tranquilo, e veja como acontece. Se ainda assim não for possível realizá-la, peça ao seu chefe para colocar um prazo bem apertado para você (risos).
Christian Barbosa é o maior especialista no Brasil em administração de tempo e produtividade,
Postar um comentário