‘Ai Se Eu Te Pego’ só é sucesso onde as pessoas não são normais, diz crítico britânico

Michel Teló se apresenta durante o prêmio da Billboard de música latina, em Coral Gables, na Flórida
Michel Teló se apresenta durante o prêmio da Billboard de música latina, em Coral Gables, na Flórida
Publicado originalmente na Folha de S.Paulo
O jornal britânico “The Guardian” publicou neste sábado (13) uma pequena resenha detonando a música “Ai Se Eu Te Pego”, hit mundial de Michel Teló.
“Essa música é essencialmente a razão pela qual europeus e sul-americanos não podem receber confiança com nada que tenha relação com a música pop”, diz o texto.
“Michel Teló é um músico brasileiro que acha que é OK colocar acordeões nas músicas. Deixa eu te dizer uma coisa, Michel: sanfona não tem lugar na música pop. É um instrumento antiquado que faz todas as canções ficarem parecidas com jingle de rádio romena. E é exatamente isso que parece ‘Ai Se Eu Te Pego’”, continua o crítico Joe Bishop.
Ele termina criticando o gosto musical dos brasileiros e de todos os lugares onde “Ai Se Eu Te Pego” foi para o topo das paradas. “É o hit número 1 em qualquer lugar menos aqui [no Reino Unido] e nos EUA, onde as pessoas são normais, pensam direito e não falam português. Deus salve a rainha e tudo o mais.”
No fim de setembro, a Teló Produções Artísticas, produtora o cantor, entrou em choque com o Ministério da Cultura após ter um projeto de documentário impedido de usar os benefícios fiscais da Lei Rouanet.
O projeto do documentário “Michel no Mundo”, inicialmente orçado em R$ 1,3 milhão, foi readequado para R$ 681 mil e, depois, arquivado.
foto: Andrew Innerarity/Reuters
Postar um comentário