É seguro usar o serviço Wi-Fi gratuito de um hotel?

Hoje em dia, é muito comum encontrarmos conexões Wi-Fi gratuitas ou de baixo preço em diversos hotéis durante uma viagem. Embora o serviço de Internet gratuito seja uma boa opção, é difícil saber se uma conexão Wi-Fi pública é segura, até mesmo nas maiores cadeias de hotéis.
Portanto, antes de se arriscar e confiar no serviço Wi-Fi de um hotel, tome estas medidas de precaução:
  1. Arme suas defesas.
    Um firewall e um bom software antivírus são a primeira linha de defesa do seu computador, afirma Mark D. Rasch, cofundador da Secure IT Experts, que presta consultoria de negócios sobre segurança. O firewall permite ou recusa o tráfego de entrada e saída do computador; portanto, é importante verificar se ele está ativado.

    Se você estiver usando o Windows, clique no menu INICIAR e depois no Painel de Controle. Clique em Central de Segurança (procure o escudo colorido). Um sinal verde indica que o firewall está ativado. Se você estiver usando o Mac, abra System Preferences (Preferências do sistema) e clique em Sharing (Compartilhamento). Em seguida, clique em Firewall. Certifique-se de que o software de segurança está atualizado e execute verificações diárias durante viagens.
  1. É importante também ter o cuidado de conectar-se à rede correta.
    Frequentemente, os serviços Wi-Fi gratuitos em hotéis exigem uma senha ou um número de referência, fornecidos pelo hotel durante o check-in. Certifique-se de que a conexão do hotel é realmente Wi-Fi e não um Evil Twin, algo semelhante a uma conexão projetada para enganá-lo, coletando suas informações para possível roubo de identidade ou outros danos. Sites que parecem ser o que não são podem usar um nome semelhante ao do hotel; portanto, pergunte na recepção se não tiver certeza, antes de se conectar.
  1. Evite o compartilhamento de arquivos.
    Evite sites de compartilhamento de arquivos, como o Lime Wire e o Morpheus, que oferecem downloads de software gratuitos, aconselha David Callisch, vice-presidente de marketing da Ruckus Wireless, uma empresa que instala redes sem fio em hotéis.

    “Evite a comunicação do seu computador com outros computadores’’, ele aconselha. Os sites de compartilhamento de arquivos podem deixar o seu computador vulnerável a ataques maliciosos, como vírus ou spyware.
  1. Desconecte quando não estiver usando.
    Minimize os riscos desconectando-se da rede quando não estiver usando ativamente a conexão Wi-Fi.
  1. Evite realizar transações financeiras.
    É aconselhável evitar a realização de compras ou o acesso à sua conta bancária on-line por meio de uma conexão Wi-Fi gratuita, afirma Rasch. Se a realização de transações financeiras on-line não puder ser evitada, verifique se o site é protegido procurando por “https” no início do URL, um protocolo que possibilita uma conexão segura. Um site seguro tem “https” em vez de “http” no endereço na Web, além do símbolo de um cadeado no canto inferior direito.
  1. Use uma VPN.
    Se for fazer uma viagem a trabalho, pergunte se sua empresa usa alguma rede virtual privada (VPN). VPN é uma rede de computador que oferece aos funcionários acesso remoto aos servidores da empresa. Essas redes usam a tecnologia de embaralhamento de dados, que garante o acesso seguro aos dados da empresa através de uma conexão com a Internet. Em uma VPN, sua atividade on-line é criptografada para que as pessoas mal intencionadas não consigam ver suas ações. Se for fazer uma viagem por motivos pessoais, poderá adquirir um serviço VPN. Empresas como a HotSpotVPN permitem a aquisição de seus serviços em pequenos acréscimos de tempo, como por alguns dias.
  1. Altere sua senha com frequência.
    Pessoas maliciosas estão sempre “farejando” ou procurando informações sobre senhas em redes não protegidas, afirma Callisch. Talvez você não considere um grande problema alguém utilizar sua ID de usuário e sua senha do Facebook. Afinal de contas, o pior que eles podem fazer é alterar seu status ou excluir alguns amigos, certo? Não tenha tanta certeza, avisa Callisch.

    Muitos de nós mantemos as mesmas senhas e IDs de usuário para várias atividades on-line. Com frequência, usamos a mesma senha para o Facebook e para realizar transações bancárias on-line. “Tome medidas de precaução razoáveis e sempre altere sua senha’’, aconselha Callisch. A maioria de nós não se lembrará das várias senhas que possuímos, mas deveríamos nos lembrar das alterações, ele diz.
Se tomar essas medidas, você poderá fazer uma conexão Wi-Fi em um hotel sem se preocupar, afirma Callisch. Esse será mais um motivo para você dormir tranquilo durante sua viagem.
Kim Boatman é uma jornalista que mora no Vale do Silício, Califórnia,que frequentemente escreve sobre tecnologia e segurança pessoal. Por mais de 15 anos, ela tem escrito sobre vários tópicos para o San Jose Mercury News.


Read more: Cybercrime News: É seguro usar o serviço Wi-Fi gratuito de um hotel? | Seu Recurso De Segurança http://cybercrimenews.norton.com/nortonpc/pt/feature/social_networking/free_wifi/index.html#ixzz2Be9PnNyG
Postar um comentário