Iniciando um negócio com pouco dinheiro para investir

Fato: escassez de recursos não impede ninguém de ser empreendedor

Na coluna desta semana, respondo a uma dúvida do leitor Wilsom Teixeira. Ele conta que quer investir no mercado de turismo, aproveitando que está em evidência, mas tem poucos recursos para iniciar um negócio.

Caro Wilsom, um certo empresário de sucesso me contou certa vez que "dinheiro não é problema, é solução". É claro que tais palavras, vindas de um milionário, me deixaram meio desconfiado. Só depois entendi o que ele queria dizer.

O que é uma empresa senão a solução de um problema? Uma empresa só existe se, em algum lugar, houver um problema a ser resolvido. Pode ser entregar energia às casas das pessoas, transportar pessoas pelo ar, ou criar um fórum para pessoas falarem sobre administração.
Se há um problema, em algum lugar, há alguém interessado em pagar para ele ser resolvido. Alguém sempre paga a conta, seja o cliente diretamente, ou terceiros como em casos de publicidade e patrocínios.

Imagem: Thinkstock

Melhor ainda, há um tipo muito especial de pessoas, chamados investidores, que possuem os recursos que faltam a você. Um investidor é um cara que fica feliz em abrir a carteira e colocar dinheiro na sua mão, se você conseguir provar para ele que resolverá um belo problema com esses recursos e devolver mais dinheiro na mão dele no futuro. Ele fornecerá o capital de que você precisa.
Tudo isso, caro Wilsom, é para te dizer que falta de dinheiro não impede ninguém de ser empreendedor. Você pode começar pequeno e ir juntando um pé de meia, pode buscar dinheiro arranjando um sócio, um investidor ou até um fundo de investimento. Se a idéia for boa, em algum lugar, alguém pagará por ela.

A história está repleta de empresas em que ninguém acreditava muito, mas provaram-se verdadeiras máquinas de ganhar dinheiro. Ninguém sabia exatamente como o Google ou o Facebook ganhariam dinheiro quando eles surgiram, mas o fato é que essas empresas ocuparam um papel no mercado, e investidores, patrocinadores e parceiros ficaram felizes em colocar dinheiro neles.
Quanto à questão do turismo, se você escolheu esse setor porque vê que pode ganhar dinheiro nele de alguma forma, vá em frente! Mas se escolheu porque ouviu falar que era bom investir, cuidado. Sempre é bom checar suas informações. Novamente, a história está repleta de "bolhas", em que as pessoas investiram demais em uma área para depois descobrirem que todo mundo teve a mesma idéia. É só ver os ciclos de setores como imóveis e hotéis para perceber isso.

De repente, todo mundo está investindo e falando sobre imóveis. Até o mercado ficar lotado, os lucros começarem a cair e os últimos a entrar ficarem com a bomba na mão. Antes de escolher um setor, procure formar uma expectativa real sobre ele, e tente não se empolgar com notícias exageradas na mídia.
Postar um comentário