VAMOS REFLETIR

Dois pescadores seguravam suas varas à espera de um peixe. De repente, gritos de crianças trincaram o silêncio. Assustados, os pescadores procuraram e nada encontraram. Os berros continuaram. A correnteza do rio trazia duas crianças quase afogadas, pedindo socorro.

Os pescadores pularam na água. Mal conseguiram salvá-las, quando escutaram mais gritos: outras quatro crianças se debatiam.
Novos gritos: são mais cinco crianças vindo correnteza abaixo.
Um dos pescadores virou as costas e começou a ir embora. Seu amigo não entendeu seu comportamento:

- “Você está louco, não vai salvá-las?”
E ele respondeu:
”Acho que está na hora de descobrir quem está jogando as crianças no rio”.

Postar um comentário