O Líder e o bambu.


Muitas vezes diante das dificuldades que nós líderes enfrentamos, não sabemos ser humildes o bastante para reconhecer os problemas.
Queremos “bater de frente”, por que um líder não pode ser tocado por seus subordinados.
Que absurdo, temos que enfrentar as tempestades unidos.
Um líder com grande estabilidade deve permitir que seus comandados também criem raízes sólidas, a fim de permanecer firme nos vendavais, pois se o menor bambu cair, o líder também poderá ser tombado.
Jamais lidere sozinho, aprenda a dividir responsabilidades  com “responsabilidade”!
Muito conhecido, o bambu é cheio de “nós” e não de “eu’s”, é “oco” e não “cheio”, e nós líderes, somos também ocos, temos buscado preencher esse oco com sabedoria, com entendimento, com entusiasmo? Ou estamos deixando que os nós tirem a nossa liberdade de expressão, nos apertando, nos prendendo, nos sufocando, sem permitir um crescimento saudável na companhia de outros bambus?
Pense nisso!
“Liderar, não significa estar sozinho, ser absoluto... Liderar significa compartilhar as ideias com seus seguidores”.
Hélio Paduan
Postar um comentário