Big Bang é questionado por novo modelo

Teóricos sugerem que nosso universo teria surgido do colapso de uma estrela da quarta dimensão

por André Jorge de Oliveira

Editora Globo
Reprodução/Nature
A teoria do Big Bang tem sido considerada há décadas como a mais plausível explicação para a origem do cosmos. No início do mês, no entanto, um grupo de astrofísicos publicou um artigo defendendo um modelo alternativo para o surgimento do nosso universo: uma megaexplosão de uma estrela da quarta dimensão teria resultado na formação de um buraco negro, por onde teria passado boa parte do material derivado do colapso.
De acordo com os pesquisadores, foi esta matéria que formou tudo o que vemos, e o Big Bang não seria nada além de uma miragem dessa magnífica supernova.
O modelo trabalha com a noção de que neste universo quadridimensional também existam estrelas, assim como no nosso. Logo, as mais massivas também estão sujeitas a explodir no fim da vida, formando buracos negros.
No nosso cosmos tridimensional, é preciso que um objeto seja bidimensional para existir no interior dessas regiões. No caso de um buraco negro 4D, a matéria absorvida teria forma 3D. Segundo esta explicação, nosso universo seria uma membrana de forma hiperesférica flutuando em um universo que contém quatro dimensões.
Postar um comentário