UM MINISTÉRIO BEM SUCEDIDO

Como cristãos, precisamos saber que Deus nos ama profundamente. Seu amor é eterno, imutável e incondicional. Ele também tem promessas para todas as áreas da nossa vida e quer nos usar poderosamente. Assim, se queremos servir a Deus no ministério e ser bem sucedidos, temos que praticar três coisas:
1- Comece onde você está e com o que você tem.
Para começar um ministério, não é necessário mudar de cidade ou igreja. Também não é preciso que você reúna todas as habilidades possíveis. Os inícios, por vezes, são insignificantes. Mas comece onde você está e com o que Deus te deu.
Às vezes, por sermos apressados e imediatistas, perdemos o foco e atropelamos o tempo e o modo de Deus fazer as coisas. Por não termos um coração ensinável, nos tornamos "chorões", melindrosos, e logo dizemos: "Não gostei do jeito que falaram comigo""Sempre estou servindo e ninguém reconhece""Acho que não gostam de mim" etc.
Deus vai te usar no lugar que você está. Por isso, floresça onde você está plantado. Nenhuma planta diz: "Não gosto mais desta terra. Vou me mudar para outro canto!". Cuide da sua vida espiritual e permita que Deus "adube" a terra onde você está, a fim de que você cresça melhor.
Deus tem promessas para o seu ministério. Mas até as promessas se cumprirem, há um caminho a trilhar. Então, para alcançar o que Deus prometeu, comece oferecendo ajuda às necessidades da igreja, se dispondo a servir no que for necessário. Envolva-se com a vida da igreja. Jesus chamou trabalhadores e não desocupados (Mateus 4.18-22).
Alguns poderão dizer: "Mas não é o meu ministério! Não tem nada a ver com o que Deus prometeu para mim!". Mas, quando obedecemos ao que Deus está nos orientando no momento, é como se estivéssemos dando pequenos passos, até chegarmos ao lugar que Deus prometeu. "E o seu senhor lhe disse: Bem está, servo bom e fiel. Sobre o pouco foste fiel, sobre muito te colocarei; entra no gozo do teu senhor." (Mateus 25.21).
2- Preste contas a alguém.
Satanás trabalha sempre para nos derrotar. Temos que contar com um cristão mais maduro a quem podemos recorrer quando enfrentamos lutas e tentações que nos ameaçam. O rei Davi estava sozinho quando foi tentado e pecou contra Deus, envolvendo-se com Bate-Seba.
A Bíblia diz que estamos em uma batalha contra as forças espirituais da escuridão (Efésios 6.12). Isso deve nos levar a procurar o máximo de ajuda possível. Satanás conhece nossas fraquezas. Ele sabe quando estamos vulneráveis e enfrentamos crises conjugais, familiares ou profissionais. Queremos fazer o que é certo aos olhos de Deus, mas ainda somos humanos e fracos. O que fazer? Onde podemos encontrar ajuda para vencer essa batalha?
Ninguém é uma ilha. Não podemos vencer as tentações estando sozinhos. Precisamos uns dos outros. Precisamos do Espírito Santo, e também precisamos de pessoas que possam nos ajudar e aconselhar. O Espírito Santo nos dá forças e Deus nos dá amigos sábios que nos aconselham para que tenhamos uma vida de vitória. "O que anda com os sábios ficará sábio, mas o companheiro dos tolos acabará mal" (Provérbios 13.20).
O pecado nos separa de Deus e quebra relacionamentos. Portanto, devemos confessar nossas culpas. Há poder nisso! "Confessai as vossas culpas uns aos outros, e orai uns pelos outros, para que sareis. A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos." (Tiago 5.16). Devemos procurar amizades profundas com quem ama a Deus e a sua Palavra! O encorajamento e a oração de um amigo são ingredientes que não podem faltar na vida ministerial.
O autor de Hebreus define isso muito bem: "E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos ao amor e às boas obras. Não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns, antes admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais, quanto vedes que se vai aproximando aquele dia." (Hebreus 10.24-25).
3- Conheça a Deus e permita que Ele te conheça.
Frequentar uma igreja não significa ter uma relação íntima com o Senhor. Trabalhar para Deus é diferente de conhecer a Deus e ser conhecido por Ele. Precisamos amar cada vez mais a Deus, conhecê-Lo, obedecê-Lo e desfrutar de Sua comunhão. A falta de intimidade com Deus faz com que tomemos caminhos equivocados.
É na intimidade que Ele se revela a nós: "O segredo do Senhor é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança." (Salmo 25.14). Não contamos os segredos do nosso coração para qualquer pessoa. Assim é Deus. Ele deseja ter intimidade conosco para que possa manifestar a Sua glória através da nossa vida.
Precisamos mais de vida com Deus e menos de religião. A religião traz conhecimento bíblico, mas não traz intimidade com Deus. A religião nos familiariza com as coisas de Deus, mas só o Espírito Santo nos torna íntimos do nosso Pai.
Por outro lado, podemos nos ocupar somente em conhecer ao Senhor, mas também precisamos ser conhecidos dEle. A Bíblia diz que "o Senhor conhece quem lhe pertence." (2 Timóteo 2.19). Não basta só conhecer a Deus, temos que viver os planos e propósitos dEle para a nossa vida, honrá-lo com a nossa obediência e temor, e ter um testemunho que confirme as nossas palavras.
Por isso, cuidado! Muitos "afirmam que conhecem a Deus, mas por seus atos o negam; são detestáveis, desobedientes e desqualificados para qualquer boa obra." (Tito 1.16). Também "Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade." (Mateus 7.21-23). Deus tenha misericórdia de nós.
Enfim, precisamos conhecer a Deus e nos tornarmos conhecido dEle, estando sempre prontos para toda boa obra, sendo obedientes, qualificados e submissos à Sua vontade para a nossa vida.

Ronaldo BezerraDeus abençoe!

Contato para convites
Danúbia Crepaldi
(11) 98220-6081 TIM
(11) 99144-8155 CLARO
Ermail: contato@ronaldobezerra.com.br
Postar um comentário