• 2/22/2019
  • GIL

  • 2/18/2019
  • GIL

  • 2/18/2019
  • GIL
Negociar não é competir. Com um pouco de esforço, é possível encontrar
     boas soluções para ambas as partes.

•   Prepare-se com antecedência. Evite a tentação de improvisar. Ninguém é tão
     esperto a ponto de saber sempre o que dizer e fazer, sem antes refletir.

•   O seu cliente não é bobo. Ele entrou em contato com você ou aceitou ouvir sua proposta porque acredita que tem algo a ganhar com isso. Talvez você descubra que esta negociação, por menor que seja, faz parte de um objetivo maior do cliente. Por si, isso pode dar-lhe mais força de barganha do que parece. Seja positivo em sua abordagem. Parta do princípio que seu cliente deseja um acordo tanto quanto você.
  • 2/12/2019
  • GIL

Com a mudança do processo de vendas, é preciso treinar adequadamente os vendedores para que maximizem o contato com o cliente. A equipe não deve ser um time de pesquisadores, bibliotecários e especialistas em entrada de dados
Ultimamente tem-se dado muito foco em tornar a força de vendas mais eficiente, com a premissa de que, se um vendedor puder gastar mais tempo com seus clientes, esse contato adicional será igual a um aumento das vendas. Mas isso vai além da excelência no serviço ao cliente.
A efetividade da força de vendas (sales force effectiveness - SFE) é uma questão de gerenciar todo o processo do cliente para manter sua fidelidade e focar em vendas com maior margem. Há menos de uma década, a força de vendas trabalhava predominantemente com relatórios e informações em papel. O advento do e-mail e das ferramentas eletrônicas para relatórios em tempo real ajudam os vendedores a reduzir o tempo gasto separando papéis e, ao mesmo tempo, fornecem acesso a mais informação.
  • 2/06/2019
  • GIL

Presidente da Hering dá dicas para ter empresa de sucesso
·         1
Tenha curiosidade
Estar sempre de olho nas novidades do mercado e querer conhecer mais sobre seu cliente e sobre suas necessidades são os primeiros passos para que pequenos empresários mantenham o sucesso do negócio ao longo de anos. O empresário tem de buscar informações, ver o que mercado está fazendo e o que o consumidor quer
·         2
Esteja aberto a mudanças
Para Fabio Hering, o executivo deve estar aberto a mudanças no setor em que atua para que não fique atrás dos novos concorrentes. "Não sou o criador da companhia, mas com satisfação digo que fui um dos responsáveis por recriá-la", comenta o presidente da empresa de roupas
  • 2/01/2019
  • GIL

Em palestra do Congresso no Navio, o professor contextualizou o livro bíblico à liderança contemporânea e trouxe ensinamentos práticos para os líderes
Bom humor e conhecimento teológico deram o tom da ministração do linguista e hebraísta Luiz Sayão, durante a tarde da última segunda-feira, dia 12, em congresso a bordo do navio MSC Orchestra, atracado na cidade de Ubatuba (SP).
Contextualizando o texto de Neemias à liderança atual, Luiz Sayão falou sobre o homem responsável pela reconstrução dos muros de Jerusalém, no período em que os judeus sobreviventes do exílio na Babilônia voltaram à província e encontraram-na desprotegida.
Atualmente pastor da Igreja Batista Nações Unidas, localizada no conjunto comercial WTC, em São Paulo (SP), Sayão foi coordenador da tradução da Nova Versão Internacional da Bíblia. Antes de iniciar sua palestra, o professor afirmou que o texto sagrado apresenta ensinamentos práticos que podem passar despercebido pelos leitores.
"A palestra do Sayão foi fabulosa, cheia de sabedoria. Ele também trouxe um conteúdo bem jovem. Parece que ele é um adolescente", disse o empresário Paulo de Tarso Hornos, membro da igreja Comunhão Plena, em São Paulo, que assistiu à ministração.
De forma atual, o professor apresentou propostas das Escrituras que podem ser aplicadas à vida de líderes de igrejas e empresas. Confira:
  • 1/27/2019
  • GIL

Liderança: Dez passos para delegar mais e controlar menos
Felipe.dreher

Muitos profissionais, inclusive aqueles que deveriam liderar uma equipe, se esforçam para participar de absolutamente todos os processos e decisões. Muitas vezes, além do que deveriam.
Se você é um centralizador - do tipo que pede para ser copiado em todos os e-mails e quer estar em todas as reuniões -, é hora de parar um segundo. Um líder centralizador não só gasta seu tempo em coisas que não deveria como desestimula a sua equipe.
  • 1/25/2019
  • GIL


Edmund Burke (1730-1797) foi um político irlandês do Partido Whig, de princípios liberais e anti-absolutistas, que se opunha ao Partido Tory, mais conservador. Ele sempre foi reconhecido em seu partido como um grande defensor da liberdade, como quando ele defendeu o direito dos colonos americanos contra os abusos do governo inglês, ou quando defendeu a liberdade de culto dos católicos na Irlanda. Em 1789, porém, começou a Revolução Francesa, e desde então esta já tinha certas tendências igualitaristas e centralizantes, e chegavam boatos à Inglaterra de barbaridades que o povo da França estava cometendo contra os nobres, o clero, e até mesmo alguns liberais moderados. Burke resolveu se opor a essa tirania, escrevendo seu Reflexões sobre a Revolução na França (1790). Em decorrência dessa obra, em forma de carta, um dos líderes do partido, e grande amigo de longa data de Burke, Charles James Fox (1749-1806), opôs-se a Burke e apoiou a Revolução Francesa. Burke foi ostracizado por grande parte do partido. Embora também não fosse pouca gente que concordava com ele, muitos destes estavam com medo de se expressarem e receber oposição de Fox e seus aliados, e serem também ostracizados pelo partido. Burke teve que se defender quase sozinho contra muita gente no parlamento inglês. Em razão disso, ele também encerrou sua amizade com Fox.
Devido a esses acontecimentos, Burke resolveu escrever um panfleto, inicialmente anônimo, no qual ele se auto-referia em terceira pessoa como “Mr. Burke”. Chamado An Appeal from the New to the Old Whigs (1791), Burke buscava defender os princípios “Old Whig“, o qual ele julgava ser o verdadeiro whiggismo, contra os princípios “New Whig“, daqueles que apoiavam a Revolução Francesa.
  • 1/24/2019
  • GIL
O significado do termo “analfabetismo funcional” é plurívoco. No artigo científico “Alfabetismo funcional: Referências conceituais e metodológicas para a pesquisa”, os fatos históricos demonstram que “O termo alfabetismo funcional foi cunhado nos Estados Unidos na década de 1930 e utilizado pelo exército norte-americano durante a Segunda Guerra, indicando a capacidade de entender instruções escritas necessárias para a realização de tarefas militares (Castell, Luke & MacLennan 1986).” (RIBEIRO, 1997, p. 145)
A etimologia pode não representar o significado hodierno do termo. Entretanto, tal qual conhecer uma pessoa desde criança, saber a sua origem pode orientar a heurística semântica da expressão.
Note-se que a polissemia foi causada pelo uso político do termo, com contribuição da ONU: “A ampla disseminação do termo analfabetismo funcional em âmbito mundial deveu-se basicamente à ação da Unesco, que adotou o termo na definição de alfabetização que propôs, em 1978, visando padronizar as estatísticas educacionais e influenciar as políticas educativas dos países-membros.” (IDEM, p. 147)
  • 1/21/2019
  • GIL


Os golfinhos gostam de aprender. Quando crescem, se tornam professores. Transmitem suas habilidades aos filhotes.
Lição: Aprendemos quando crianças, mas depois de adultos, muitos param de aprender. Aprenda constantemente. Compartilhe o aprendizado. Seja um mentor.

Desde pequeninos, os golfinhos trabalham em equipe. Aprendem que é preciso trabalhar juntos á procura de alimentos e de proteção.
Lição: Trabalhar em equipe gera as melhores oportunidades de sobrevivência e sucesso. Devemos valorizar a equipe e comemorar o sucesso.
  • 1/15/2019
  • GIL

Confira 10 dicas de ferramentas de busca especiais para pesquisar livros e artigos e não passe horas procurando o que precisa nas prateleiras de uma biblioteca
Publicado no Universia Brasil

Se você pensa que para pesquisar conteúdos na internet o Google é a única ferramenta disponível, então temos boas notícias. Há inúmeras ferramentas de busca especializadas em conteúdos como literatura, ciências e artes que você pode utilizar para procurar aquilo que precisa. A seguir, separamos 10 dicas com sugestões de sites de busca para livros, jornais e artigos que podem ajudar você a fazer suas pesquisas.
WorldCat
O WorldCat se identifica como o maior catálogo de bibliotecas do mundo. Se isso é verdade não podemos dizer, porém com um conteúdo de cerca de 10 mil bibliotecas com livros, DVDs, CDs e artigos são muito possíveis que você encontre o que precisa.
  • 1/06/2019
  • GIL


Todo projeto, para ser bem sucedido, precisa de uma estratégia planejada. Isso serve também para os:
  • Concursos públicos
  • Vestibulares
  • Testes supletivos
  • Testes de seleção de pessoal
Todos não passam de mais "jogos", que precisamos saber jogar.
Entretanto, ler sobre como ser bem sucedido em concursos, não significa que teremos sempre êxito. Isso acontece porque, mesmo advertidos, pecamos em algumas orientações simples:
  • Escolhendo a vaga apenas pelo salário que oferece
  • Não estudando corretamente as matérias (por falta de tempo, achar que "já sabe demais", ou dedicando-se mais às matérias erradas).
  • Lendo superficialmente o edital
  • Não possuindo os requisitos exigidos (estar aquém do grau de exigência intelectual ou física necessária)
  • Não adquirindo apostilas e livros necessários
Contudo, alguns cuidados são indispensáveis. Muitas pessoas bem preparadas não são bem sucedidas em seleções justamente por não observarem esses pontos.
  • 1/03/2019
  • GIL

  • Número de grupos de galáxias no universo visível(conhecido) = 500 milhões
  • Número de galáxias grandes no universo visível = 10 bilhões
  • Número de galáxias anãs no universo visível = 100 bilhões
  • Número de estrelas no universo visível = 2.000 bilhões de bilhões
Hubble Deep Field
Em dezembro 1995 o telescópio espacial Hubble foi apontado, por 10 dias, para uma área vazia do céu na área da Ursa Maior. Produzindo uma das mais famosas imagens da astronomia moderna - a Hubble Deep Field. Uma pequena parte dela é mostrada aqui. Quase todos os objetos nesta imagem são galáxias que se encontram entre 5 e 10 bilhões de anos-luz de distância. As galáxias são mostradas em suas cores e formas naturais, algumas são novas e azuis, enquanto outras são velhas, vermelhas e empoeiradas.
Teoria Multi Universos dimensões paralelas e teoria das cordas
Doutor em Física pela Universidade de Oxford, Greene leciona em Colúmbia, Nova York, onde também dirige um instituto dedicado a estudos cosmológicos. Em seu escritório, cercado de equações num quadro negro, ele falou a ÉPOCA.
Como o senhor resumiria a teoria das supercordas?
Brian Greene
 - Ela materializa o sonho de Albert Einstein de criar uma teoria única para explicar o Universo. No século XX, a Ciência desenvolveu duas teorias que funcionam como pilares da Física. A teoria geral da relatividade, criada por Einstein, explica como a gravidade opera em grandes dimensões, em estrelas e galáxias. Já a mecânica quântica explica como as leis da Física operam no extremo oposto, nas subpartículas atômicas. Durante várias décadas, essas duas teorias só funcionavam nos próprios campos, o pequeno e o grande. Quando cientistas tentavam juntá-las - o que é indispensável, por exemplo, para entender o que se passa no centro de um buraco negro -, as equações se estilhaçavam.
Como as supercordas entram na história?
Greene
 - Elas surgiram como uma nova e fundamental entidade, a base para tudo o que existe no Universo. Já faz algum tempo que conhecemos os átomos e também as partículas subatômicas, como os elétrons, que giram ao redor dos núcleos, e os prótons, que integram o núcleo dos átomos. Conhecemos também algumas partículas subnucleares, como os quarks, que habitam os nêutrons e prótons. Mas é aí que o conhecimento convencional empaca. A teoria das supercordas diz que existe algo menor e mais fundamental: dentro dos quarks, da mais ínfima partícula subatômica, existe um filamento de energia que vibra como as cordas de um violino. E são os diferentes padrões de vibração dessas cordas que determinam a natureza de diferentes tipos de subpartículas. Isso permitiria unificar a teoria geral da relatividade com a mecânica quântica.
Os últimos avanços na teoria das supercordas incluem um conceito altamente perturbador, a existência de 11 dimensões.
Greene
 - Para que essa teoria possa existir, ela requer que o Universo não tenha apenas as três dimensões com que estamos habituados. Os cientistas que adotam a teoria das supercordas trabalham com a possibilidade de que o Universo tenha entre dez e 11 das chamadas dimensões de espaço-tempo. É difícil de engolir, mas é o que a teoria prevê, de maneira consistente.
Ela também prevê universos paralelos a nossa realidade, idéia que o senhor aborda em seu novo livro, O Tecido do Cosmos.
Greene
 - Todo o mundo enxerga claramente da direita para a esquerda, para a frente e para trás e para cima e para baixo. Cadê as outras dimensões? Uma das sugestões da teoria é que nós não conseguimos enxergá-las justamente porque precisamos da luz para ver. E pode ser que a luz seja capturada, como numa espécie de armadilha, apenas pelas três dimensões com as quais estamos acostumados. Gosto de comparar o Universo que conhecemos e enxergamos a uma fatia de pão. Mas todo o Universo, com suas realidades paralelas, poderia incluir as demais fatias de um mesmo pacote de pão de fôrma. E talvez tudo o que conhecemos e conseguimos enxergar aconteça apenas nessa nossa fatia de realidade iluminada pela luz, que não consegue viajar para as demais fatias do pacote.
 Então clones de nós mesmos poderiam habitar esses universos paralelos?
Greene
 - Sim, mas não necessariamente. É possível também que as demais fatias desse pão nem contenham vida. Oprincipal é que aquilo que durante muito tempo julgamos ser o Universo pode ser apenas um pedaço dele.
  • 12/30/2018
  • GIL

  • 12/30/2018
  • GIL
 550143127OOG



  • 12/27/2018
  • GIL

Fronteiras nacionais são as únicas guardiãs da democracia; Por Roger Scruton























Por Sir Roger Scruton
tradução: Luiz Fernando S. M. Correia

A civilização européia trilha, constante e firmemente, o caminho da substituição da religião pelo território como fonte de unidade política. O processo se iniciou no século XVII, à medida que a reivindicação por soberania popular e unidade nacional começou a ser mais audível que o ruído do conflito religioso. Seguindo a Revolução Francesa e a tentativa fracassada de Napoleão num Império Paneuropeu, a Europa emergiu como uma coleção de estados-nação. 

“Nacionalismo”, que vê a lealdade nacional como o princípio obrigatório do qual a ordem política, em última análise, depende, é frequentemente culpado pelos tumultos do século XX. Todavia, conquanto o nacionalismo Alemão tivesse ameaçado o futuro da Europa, ele o fez da mesma forma e pela mesma razão do internacionalismo da União Soviética – ou seja, criando um partido único estatal terrorista, devotado a objetivos contra os quais não se podia opor ou alterar.
  • 12/26/2018
  • GIL

A fraude da "diversidade"; por Thomas Sowell



Por Thomas Sowell
Traduzido por Luiz Fernando S. M. Correia

Nada epitomiza melhor a credulidade politicamente correta de nossa época que a palavra "diversidade". As maravilhas da diversidade são proclamadas a partir da mídia, exaltadas na Academia e confirmada nas augustas turmas da Suprema Corte dos Estados Unidos. Mas será que você, alguma vez, teria visto uma ínfima partícula de robusta evidência que dê suporte a tais sublimes assertivas?

Embora a diversidade tenha se transformado num dos chavões líderes de nossos tempos, ela tem uma história que retrocede a várias gerações. No início do século XX, o princípio da diversidade geográfica foi empregado para ocultar uma predisposição contra judeus na admissão de alunos na universidade de Harvard e em outras instituições acadêmicas de ponta.
  • 12/25/2018
  • GIL
https://profes.com.br/contas/gilvandro.gil/recomendacao/
  • 12/23/2018
  • GIL
 Quão importante pra você seria passar na frente do espelho e, ao invés de virar o rosto, você para, se olha, dá aquela suspirada, fica de perfil e abre aquele sorriso, orgulhoso(a) do corpo que você vê no reflexo? * Quão feliz você se sentiria ao encontrar aquele amigo ou amiga sua na rua por acaso e ouvir "Nossa, você emagreceu né? Tá bem, hein?" * Quão satisfeito(a) e de bem com a vida você ficaria ao pegar aquela sua calça jeans, vestir ela e sentir que ela cabe certinho, perfeitamente como não cabia a muito tempo? Sabe quando você nota realmente que as roupas estão frouxas? Pois é... * Quão feliz você se sentiria também ao se sentir mais desejado(a) pelo marido, esposa, namorado(a), etc? * Imagine uma vida sem se preocupar com o peso, pra sempre. Pra muitas pessoas, parece ser sonho e não realidade! Mas eu me oponho a isso e digo pra você que isso tudo é possível SIM e que VOCÊ pode conquistar tudo isso antes do que espera!
MAIS INFORMAÇÕES, AQUI!


https://bit.ly/2A2iAjX
  • 12/21/2018
  • GIL
Descrição
No plano de aula o professor organiza as unidades a serem desenvolvidas, descrevem os métodos que devem ser utilizados para a aplicação de cada conteúdo, os recursos que serão necessários e as metas a serem atingidas. Desta forma, o plano de aula é uma ferramenta indispensável para o professor que deseja organizar melhor suas aulas e facilitar seu trabalho. A Educação Física requer um cuidado muito especial na elaboração deste planejamento, por isso elaborei este material para ser uma ferramenta de trabalho para professores de Educação Física, acadêmicos, treinadores esportivos e instrutores de academias que queiram trabalhar com atividades físicas e treinamento funcional.

Conteúdo Programático

Ensinamentos de Como Elaborar seus Planos de Aulas de Educação Física, com modelos prontos e direcionando para os objetivos e metodologias a serem aplicadas de acordo com a faixa etária dos(as) alunos(as).

1 - TREINAMENTO FUNCIONAL 100 EXERCÍCIOS:
Aqui você encontrará além dos exercícios : - ESTRUTURA DOS PROGRAMAS DE TREINO; - PERIODIZAÇÃO; - DINÂMICAS DE AULAS; - CARACTERÍSTICAS DO PERSONAL COLETIVO; - MODELO DE TREINO COM ROTEIRO; - COMO MONTAR UM CENTRO DE TREINAMENTO

2 - COMO MONTAR TREINOS DE VOLEIBOL O presente trabalho ressalta a importância do profissional de educação física na busca constante por literaturas que contenham exercícios e treinos para auxiliar no seu trabalho. O tema “ Voleibol Como Montar Treinos Passo a Passo com mais de 170 exercícios” É UMA EXCELENTE ferramenta para o trabalho dos profissionais que almejam cada vez mais propor atividades diversificadas para as crianças, adolescentes e adultos . Tem por objetivo oportunizar a muitos profissionais que têm dificuldade em elaborar treinos de uma forma organizada e sistemática de acordo com a faixa etária da sua clientela. Nele você encontrará : -História do Voleibol -Fundamentos -Sistema de Jogos *+ de 170 Exercícios -Plano de Aula/Treino -Mini Vôlei

3 - 500 JOGOS E BRINCADEIRAS excelente ferramenta para professores de Educação Física, Pedagogas e Professores dos Ensinos Infantil e Fundamental. São fontes históricas de baseados em autores e também, da minha vivência como docente na área de educação por 20 anos. Aproveitem esta grande oportunidade.

4 - EDUCAÇÃO FÍSICA PARA ALUNOS ESPECIAIS : Com este e-book deseja-se oferecer subsídios para as tomadas de decisões no que se refere à política do trabalho de inclusão junto às escolas, indicar mecanismos de preparação de professores de Educação Física que atuam na área, quanto à melhoria da prática escolar, e oferecer indicadores para as propostas curriculares nos planos das instituições e a dinâmica dos professores em seu processo ensino/aprendizagem principalmente na Educação Física Escolar 1 . A EDUCAÇÃO ESPECIAL AO LONGO DOS ANOS 2. A INCLUSÃO NO AMBIENTE ESCOLAR 3. A EDUCAÇÃO FÍSICA ADAPTADA 4. ATIVIDADES PRÁTICAS E EXERCÍCIOS.


  • 12/21/2018
  • GIL
Descrição
O Eliminando a Insônia é um livro digital que ensina o passo a passo para se livrar definitivamente da Insônia em apenas 21 dias, através de técnicas de reeducação comportamental e mental que eliminarão por completo a necessidade de medicamentos ou outros tratamentos duvidosos e ineficazes, estás técnicas são aprovadas e clinicamente comprovadas por estudiosos do sono assim como programadores neuro-linguistas e psicólogos.

Apresentamos mais três bônus que complementam o tratamento.

Conteúdo Programático

Entendendo e Dominando o Método Eliminando a Insônia

Vou te apresentar os conceitos por eliminando a insônia, detalhando os dez fatos que tornaram esse método um sucesso e como você deverá utilizar todo esse conhecimento!

Solução Real para eliminar a Insônia

Você aprenderá sobre cada tipo de doença que pode ser desencadeada pela insônia,as causas, os fatores e grupos de risco, como também a abordagem da insônia nos transtornos de ansiedade: algumas orientações.

Resultado Definitivo em 21 dias

Vou revelar o meu mais conceituado mini programa de resultados rápidos, lá você encontrará as técnicas que serão aplicadas nestes 21 dias que eliminará todos os sintomas da insônia já nas primeiras noites.

Tratamento SIMPLES, SEGURO e 100% NATURAL

Translate/Tradutor.

Pesquisar este blog

7 verdades sobre o dízimo.

Arquivo do Blog

O Super DNA

Definition List

Seguir por E-mail

Total de visualizações de página

Postagens populares

Professional Coaching Practitioner

https://bit.ly/2SPSY0H